15 julho, 2011

Fragmentos

Falar de nós mesmos as vezes é difícil... mas é um bom exercício para olhar para dentro de si mesmo e rever, muitas vezes, alguns conceitos. Claro que devemos tomar cuidado para não ficarmos meio que obsecados pelo próprio ser, num conceito meio nascisista ...rs... Mas analisando pequenos fragmentos de nossa vida, aqui e ali nos ajuda a ver até onde chegamos, onde pretendemos ir e como estamos crescendo como ser humano.

Meu primeiro fragmento - o bom é que não precisamos respeitar uma ordem cronológica da coisa! - é de como vim parar no sítio...

Morei quatros anos e meio nos Estados Unidos, onde trabalhei limpando casas (house cleaning), numa igreja católica na Harvard e na casa de uma família americana como baby-sitter. Meu marido já estava lá quando cheguei, e fui sozinha, sem a filhota, para trabalhar e juntos, construirmos nossa casa no Brasil. O local onde seria nossa casa foi algo que nos acertamos logo de primeira: sítio! meio do mato, longe de vizinhos "enxiridos" e barulho de toda espécie ...rs...
A casa começou a ser construída em 2005, voltamos para o brasa em 2007 e ela ainda não está pronta! Aos poucos vamos dando à ela nossa marca, nosso jeito, nossa cara!

3 comentários:

Rosana Remor disse...

Oi amiga!!Vim aqui te pedir um favor!Será que vc pode votar na minha cama ,no concurso CAMA BEM FEITA? É neste blog: http://mariaflor4.blogspot.com/ A minha cama é a número 5!!Muito obrigada!!Beijos!!

Elza Carrara disse...

Oi Rê,
Obrigada por fazer parte do meu cantinho, seja bem vinda sempre :)
Sabia que eu adoooooro sítios?
Eu nasçi em um e minha infância toda foi no sítio. Foi a infância mais perfeita que eu poderia ter desejado. Se pudesse, criaria meus filhos no sítio.
Hoje em dia, eu moro em uam espécie de chácara na cidade, tem árvores em volta, poucos vizinhos e um quintal enorme. Já dá para o "gasto", ahahaha
Bjs

Tiane disse...

Tô no teu caminho, Rê! Logo, logo espero estar morando no meu sitiozinho! Bjinho!

Aproveite para ver também: